Fralda biodegradável é desenvolvido por estudantes Mato-grossense

Uma das coisas que a evolução da tecnologia tem possibilitado é a produção dos mais diversos objetos sem que o meio ambiente seja agredido. Foi partindo exatamente dessa premissa que estudantes do Instituto Federal do Mato Grosso criaram uma fralda biodegradável que utiliza o amido presente na mandioca como substituto do petróleo.

A ideia inovadora foi originada pelo professor Aloísio Freitas, que precisa fazer uso de fralda plásticas devido a seu Alzheimer já em estado avançado. O projeto em questão foi apresentado para um grupo de potenciais investidores em Recife.

De acordo com a idealizadora Mariana Sacht Nunes a ideia inicial é usar o poder que a internet possui nos dias atuais para que as fraldas possam ser produzidas em grande escala. A estudante declarou que um financiamento coletivo será realizado e que não existe nenhum outro produto deste tipo no mercado.

Juntamente com Mariana, os estudantes Wanderson Perondi, Wagner Leandro Júnior, Marcos Vinicius Araújo, Evandro Carlos de Oliveira e Anderson de Brito Almeida também participaram do projeto. Os estudantes contam que sempre souberam que o projeto ficaria no podium do concurso.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *